Jesse Livermore e o Livro Memórias de um Operador da Bolsa

Tempo de leitura: 7 minutos

Hoje vou compartilhar com você o resumo de um livro que li no início de minha trajetória na Bolsa de Valores, e reli há alguns dias. O interessante deste tipo de reciclagem de conteúdo é que a minha interpretação, agora com maior maturidade e experiência, foi totalmente diferente. Posso dizer que vários insights que tinham passado desapercebidos na primeira leitura se mostraram presentes nesta última, e arrisco dizer que se tornar a ler o material, devo aprender algo novo mais uma vez. Sem mais delongas, estou falando sobre o livro “Reminiscências de um Especulador Financeiro”, rebatizado em 2008 como “Memórias de um operador da Bolsa”, em que o jornalista Edwin Lefévre narra a história profissional de Jesse Livermore, um dos maiores traders de todos os tempos. Para saber quais as minhas impressões, além de um curto resumo do livro, assista ao vídeo logo abaixo:

Memórias de um Operador da Bolsa

O livro conta a história de Jesse Livermore, um dos traders mais conhecidos de todos os tempos por ter saído de uma juventude pobre, e alcançado uma das maiores fortunas já vistas entre especuladores financeiros. Livermore é apresentado sob o pseudônimo de Larry Livingston durante a história.

Sua história começa aos 14 anos de idade, em que arruma um emprego em uma bucketshop em Nova Iorque. Uma bucketshop nada mais era do que uma espécie de cada de apostas ilegal em que pessoas com pouco dinheiro se reuniam para apostar na direção dos preços de uma ou outra ação. Livermore era o garoto que anotava as últimas cotações no quadro negro. Foi com esta função, que mesmo sem entender o que havia por trás destes números, começou a se fascinar com os padrões através dos quais os preços se movimentavam. Não demorou a realizar suas primeiras apostas, e logo receber o título de “Garoto Apostador” entre seus colegas de trabalho. Logo de início, seus ganhos fizeram com que os donos da casa passassem a rejeitar seus pedidos de ordem, simplesmente porque em uma casa de apostas, seu ganho representava prejuízo direto ao patrão.

Jesse Livermore em Wall Street

O nosso herói então entende que é a hora de buscar a operação direto na fonte, em Wall Street. Mas não demora a entender que o mundo real é muito diferente do ambiente artificial de uma casa de apostas. Uma de suas principais lições foi entender que, no mercado real, a forma como interagia impactava diretamente o que acontecia nos preços. Ao perder dinheiro em Wall Street, Jesse Livermore não tarda a retornar às bucketshops Nova Iorquinas para se recapitalizar.

Conforme ia ganhando experiência, seu método de operações se aperfeiçoava. Jesse Livermore, como apresentado no próprio livro, era usuário de uma técnica de breakouts, ou rompimentos. Com isto, tudo em sua análise girava em torno de preços e volume, sem interferência de indicadores ou até mesmo padrões complexos. Características singulares de seu estilo de operar eram a elevada alavancagem e, ao mesmo tempo, um grande ímpeto em testar e avaliar a qualidade do que estava fazendo. Iniciou como um típico operador de curto-prazo, mas conforme os anos se passaram, percebeu que o “dinheiro grande” estava nas longas movimentações de preço.

Os altos e baixos de Jesse Livermore

Jesse Livermore fez fortuna no mercado de ações, especialmente em períodos de queda, praticando a venda descoberta. Exemplos disto são o pânico de 1907, que acabou por dar origem ao banco central dos EUA, o Federal Reserve, e até mesmo a crise de 1929, que mesmo posterior à edição do livro, foi ocasião de grandes lucros para o especulador, de acordo com os relatos. Também foi um habilidoso operador de grãos. O interlocutor se apresenta, ao longo do enredo, como uma espécie de “manipulador do bem”. Muitas vezes promovia movimentações de preços para aquecer os ânimos de players de algum papel que operava, a fim de se desfazer de posições ou adquiri-las em condição vantajosa. Apesar de ser uma prática de idoneidade contestável, nunca, no entanto, teria sido de seu feitio plantar informações falsas ou coisas do gênero.

Fugindo um pouco ao escopo do livro, porém contextualizando o que aconteceu após seu lançamento, estima-se que Livermore tenha alcançado fortunas milionárias e quebrado na sequência 4 vezes ao longo de sua vida. O elevado nível de alavancagem de suas posições pode ter sido a principal causa. Embora habilidoso em se recuperar de suas perdas, após um erro de percurso, em 1934, não conseguiu se recuperar. Em 1940, suicidou-se diante de suspeitas de instabilidades emocionais e depressão. A generosa fortuna deixada para seus herdeiros é indício de que a frustração do “jogo” tenha pesado mais do que a situação financeira propriamente dita.

Lições de Jesse Livermore

São várias as frases de efeito e sacadas brilhantes expostas ao longo do livro. Jesse Livermore se orgulhava de ser um especulador financeiro, apesar da atribuição pejorativa vista por muitos ao termo. Embora ciente de que o jogo da especulação era um dos mais fascinantes jogos do mundo, era enfático ao afirmar que não era um campo para aventureiros, preguiçosos, ou mesmo despreparados. Gosto muito de suas colocações sobre os principais inimigos de um especulador: A ignorância, a ganância, o medo e a esperança. Também está presente a forte crítica à desinformação deliberada apresentada em forma de dica supostamente honesta, algo que se vê presente entre muitos “profissionais” de mercado.

Indo um pouco mais ao campo dos mantras de mercado, para Jesse Livermore, nunca se deve comprar uma ação porque ela caiu demais, ou vende-la se a alta tiver sido aparentemente demasiada. Claramente, observa-se que sempre buscou utilizar a tendência principal como uma aliada, jamais o oposto.

“Ações nunca estão muito altas para começar a comprar nem muito baixas para começar a vender. Mas depois da primeira transação, não faça uma segunda a não ser que a primeira mostre lucro” – Jesse Livermore

Para finalizar

O livro nos dá uma verdadeira experiência 2 em 1. Ao passo que nos conta uma história (apesar de pouco nos dizer sobre a vida pessoal de Jesse Livermore), é possível aprender muito sobre análise técnica através dele. Quer aprender ainda mais sobre análise técnica? Tenho uma recomendação!

Baixe agora mesmo o “Guia Absolutamente Completo da Análise Técnica”, que eu mesmo escrevi centralizando as experiências e conceitos que norteiam minha forma de interpretar os preços de mercado. Este trabalho é fruto de meus 9 anos de experiência como trader autônomo. Tenho certeza de que você aprenderá muito com este material, que POR ENQUANTO está sendo disponibilizado de forma gratuita. Clique no link abaixo para baixar gratuitamente.

ebook análise técnica

Clique aqui para baixar o Guia Absolutamente Completo da Análise Técnica

E para finalizar, eu teria o maior prazer em ver o seu comentário logo abaixo, para tirar dúvidas e pontuar observações adicionais. Assim, poderemos trocar ideias sobre este conteúdo, suas dúvidas e ideias. Este bate papo pode ser base para próximos vídeos. Ah, e não se esqueça de se inscrever no canal do Portal ALOQ no Youtube para ser notificado de cada nova matéria que eu postar.

 

Eu te vejo no próximo vídeo.

  • Benneh

    Você pode baixar o ebook “Memórias de um Operador da Bolsa” de Edwin Lefèvre, gratuitamente, no site
    ebookslegais.com.br
    nos formatos EPUB, MOBI (para kindle) e PDF. Trata-se de um site especializado em ebooks em Domínio Público e Creative Commons. Sem propagandas e anúncios chatos. Aproveite.